O último relatório “Sondagem do Consumidor”. de abril de 2016, do Ministério do Turismo, já mostrou que a maior parte dos brasileiros (79,9%) querem viajar para destinos nacionais. Apenas 0,1% ainda não havia se decidido. Isso mostra que o brasileiro quer viajar e a crise trouxe uma grande oportunidade para os players nacionais de turismo, com menos viagens internacionais. Como a sua empresa está aproveitando essa avalanche de pessoas que quer conhecer o Brasil?

A internet é uma resposta barata e eficaz, se bem feito, para conversar com essas pessoas e gerar negócios, fidelização e presença.

Segundo o Booking.com, maior site de reservas de hotéis do mundo, 1 a cada 2 possíveis viajantes iniciam suas pesquisas no celular (alô site responsivo) e que estes possíveis viajantes são os responsáveis por preencherem 3/4 das vagas no último momento. (fonte)

Para onde quer que viajem, as pessoas estão conectadas. Para compartilhar uma memória de férias, conversar com a família que está longe, pesquisar referências do restaurante para jantar, saber se um ponto turístico é bom mesmo para pagar o ingresso, as pessoas estão usando seus smartphones. O caminho de compra, que antigamente era muito mais simples, envolvendo muito mais o agente de viagens, suas indicações e divulgações mais gerais, mudou. Hoje as pessoas pesquisam muito mais e cruzam diversos dados no caminho para a decisão, seja de aluguel de carros, voos, hotéis, ou o roteiro inteirinho comprado de forma pulverizada.

De acordo com a pesquisa Omni-channel Shoppers da GfK, 45% de todas as jornadas de compras têm uma parcela feita em dispositivos móveis. Além disso, 4 em 10 compras nas lojas físicas já são hoje influenciadas por informações obtidas online, segundo o estudo Connected Shoppers. OU SEJA, AS COMPRAS EM LOJAS FÍSICAS SÃO FORTEMENTE INFLUENCIADAS PELO ONLINE.

Prova disso é que 82% dos usuários de celulares no Brasil usam o mecanismo de pesquisa “próximo a mim”, ou seja, geolocalização pura. O consumidor já está no local e está buscando os melhores negócios próximos a ele. Sua empresa monitora os resultados do Google Meu Negócio?

googleplus

Graças aos celulares e tablets qualquer hora pode ser horário nobre. Desse modo, as marcas têm mais chances de impactar o seu consumidor, já que em média a intenção de compra e a finalização dura 24 dias e durante esse período uma pessoa acessa o Facebook 201 vezes.

São 65% dos viajantes a lazer pesquisando na internet, antes mesmo de saberem para onde vão. A inspiração também vem dos vídeos online. Pelo menos 66% das pessoas os assistem quando pensam em fazer uma viagem. Que tal incluir o YouTube na estratégia online?

São muitas informações e muitas possibilidades técnicas para se fazer um bom trabalho de marketing digital. Integrar todas as ferramentas com a inteligência estratégica casada com o orçamento disponível é que vai determinar a eficácia do trabalho. Contrate especialistas para levar sua marca ao topo.

Entre em contato.

Compartilhe...Email this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Share on FacebookShare on LinkedIn